Imprimir Postagem
São Sebastião recebe prêmio estadual por atingir indicadores referentes à transmissão vertical do HIV

A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Saúde (SESAU) e da Fundação de Saúde Pública (FSPSS), receberá o Prêmio Luiza Matida 2023, que está em sua 5ª edição e reconhece municípios do Estado de São Paulo que atingiram indicadores referentes à incidência de transmissão vertical do HIV e/ou sífilis.

O prêmio será entregue durante a 8ª Semana Paulista de Mobilização Contra a Sífilis e Sífilis Congênita: ‘Reduzir a desigualdade social contribui para eliminar a sífilis congênita’, que ocorre no dia 25 de outubro, das 8h às 16h, no Espaço Hakka, na Liberdade, em São Paulo.

A farmacêutica e coordenadora do Centro Municipal de Infectologia (CEMIN) de São Sebastião, Elaine Neves, explica que o prêmio é uma iniciativa importante do governo do Estado de São Paulo para o incentivo do cuidado contínuo das gestantes com HIV.

“São Sebastião não tem casos de transmissão vertical de HIV, isto é, da mãe com HIV para o bebê durante a gestação e pós-parto, por meio do aleitamento materno, desde 2017”, comemora.

Elaine explica que, nesses casos, não é permitido o aleitamento materno e é necessário introduzir medicamentos antirretrovirais ao bebê, com isso, a equipe de Saúde precisa estar disponível durante todo o processo para o cuidado com a paciente e o bebê.

A coordenadora também elenca as ações realizadas pela Secretaria de Saúde que permitem destaque nessa área.

Nos meses de julho e dezembro são realizadas ações de testagem para HIV e Hepatites Virais extramuros, normalmente em outras unidades de saúde ou locais públicos. Testagem e coleta de exames também ocorrem a portas abertas durante todo o ano no CEMIN.

As gestantes com HIV têm disponíveis médico infectologista e ginecologista durante todo o período de gestação, podendo solicitar consulta a qualquer momento e, na maioria dos casos, sem necessidade de se deslocar para a maternidade.

Também contam com acompanhamento da equipe multidisciplinar do CEMIN, incluindo enfermeira, psicóloga e assistente social, assim como todos os pacientes portadores de HIV e Hepatites Virais cadastrados no serviço.

Fonte: Janaína Maria de Castro I PMSS

Comentários